Senado dos EUA aprova ajuda de US$ 2 tri para combater crise do coronavírus

FolhaSenado dos EUA aprova ajuda de US$ 2 tri para combater crise do coronavírus

O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira (25) por ampla maioria um pacote de ajuda "histórico" de US$ 2 trilhões de dólares para socorrer a primeira economia do mundo, mergulhada numa crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Apoiado pelo governo Donald Trump e resultado de longas negociações entre senadores e Casa Branca, o texto foi aprovado por democratas e republicanos.

Agora, a medida será votada pela Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, na sexta-feira, antes de ser promulgada por Trump.

"Esse é um nível de investimento de tempos de guerra para nossa nação", disse o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, em discurso anunciando o pacto após dias de negociações entre parlamentares republicanos e democratas, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e outros assessores do presidente Donald Trump.

O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, chamou a medida de "maior pacote de resgate na histórica norte-americana", descrevendo-a como o "Plano Marshall" para hospitais e necessidades médicas, em referência ao programa financiado pelos EUA que ajudou a reconstruir a Europa após a Segunda Guerra Mundial.

O pacote vai apressar o dinheiro para ajudar os norte-americanos a pagarem as contas durante as dispensas de emprego relacionadas ao surto, expandir o seguro-desemprego e fazer empréstimos emergenciais para pequenas empresas.

Também vai estabilizar indústrias nacionais e garantir ajuda financeira a hospitais e fornecedores de cuidados de saúde que têm dificuldades para conseguir equipamentos para pacientes doentes.